"Alma limpa, amor na transversal...
Planejando o (in)certo"


5 de agosto de 2017

Sobre ser torta

Em determinada altura da vida uma placa de contra mão, horário pra dormir, placas de proibição e sinais de negação só mostravam que a idade lhe trouxera mais tortidão...

Torta era, torta ficava, ia, vinha sem porquês continuava...

Tão torta que nem sua cabeça levantava, um belo dia sua coluna estalou, ereta ficou e de cabeça erguida então andou...

Andou, andou...
Não menos diferente afinal as dores são sempre recorrentes, cá estava (perdida, ereta) na contra mão da estrada...

Nenhum comentário:

Postar um comentário