"Alma limpa, amor na transversal...
Planejando o (in)certo"


7 de agosto de 2017

A crise do agora vai

A gente não vê mas todo dia tanta coisa na vida gente vai...

De sentimentos profundos a noites vazias se embriagando ao som de funk...
A dor desritmante a desritmia crônica herdada da mãe...

As vezes duvido muito da minha sanidade, ela samba-balança de mais...
Eu na minha condição de pessoa me perco no que já foi no que é real ou não...

Li um e-mail antigo, era 2016...
Será que é estranho a essa altura eu me perguntar se pintei um monstro que não existiu?
E os monstros de 2017?


Tem muita louça suja na minha pia...

Nenhum comentário:

Postar um comentário