"Alma limpa, amor na transversal...
Planejando o (in)certo"


10 de agosto de 2014

Roda




É bruta, pausada e de certezas,
Caminha contra o tempo ( o seu tempo )
Foi amaldiçoada pelo vento...


Come estrelas, fita olhares...
Carrega amores...
Persegue vaga-lumes.



Veneno tentou tomar, ao chão se lançar...
É fraca e forte...
Torta e confusa...

Significativa e (in)prudente
Roda-gigante e carrossel!