"Alma limpa, amor na transversal...
Planejando o (in)certo"


30 de maio de 2013



                       A filha putagem desse mundo é tão grande que não poderia gerar outras coisa...


24 de maio de 2013

E mentir pra si mesmo...



É SEMPRE A PIOR MENTIRA!

Ela despiu-se, achou que era temporário...
Agora se pinta, veste-se com uma cor que não tem na palheta...
Já não é autêntica, é igual!
A personalidade se esvaiu...
O sorriso forçado falso permaneceu!

A doçura desconhece
A gula faz parte do dia a dia
Não tem tempo mesmo estando jogando na cama...
Amigos?
Pra que?
Ela agora é dona si!

IN-DE-PEN-DEN-TE

Assim sorri contente.

20 de maio de 2013

Ainda não virei uma abóbora





Muitos gostam da clínica médica que rodeiam esses tempos modernos...
Os círculos passados não são tão cíclicos quanto as voltas motoras conversíveis...

Tenho rodado helvética, hepática, "perverssica", hermetica nos últimos dias... 
A agilidade dos acontecimentos e a depreciação do batom vermelho cortam minha alma listrada  que gira em torno da  combinação listra azul marinho , branco e vermelho...

O mais obvio clichê de terminologia elegante que resulta no simples jeitinho navy de ser!

19 de maio de 2013

Simples dizer




Digamos que minha aparência física desencadeou outras aflições mais, que por fim vinham da alma... 
E da alma não se escapa, a ela se prende!

12 de maio de 2013

Pretexto



Algo dentro de mim diz que eu deveria te odiar, o que é de uma estranheza pois não te conheço o suficiente para esboçar sentimento algum...
Talvez instintivamente eu esteja me defendo, me privando da minha felicidade...
Felicidade essa que partilhamos um dia, sim, um dia! Em sentido literal.
Você me puxou pela mão, minha barriga gelou e  não sei o que EU queria que acontecesse, mas sei que não aconteceu assim...
Quebrei todos os protocolos pois como sempre pessoa mais errada que eu não haveria de ter, principalmente naquela situação...
Então você solicito, prestativo e com esse sorriso (e que sorriso) que gelou minha'lma, paralisou meus sentidos e dominou meu juízo...
Fui tua mesmo não te pertencendo, mesmo não estando em teus braços...
Fui assim, veio assim de um estrago sem fim...

Sentimento desritmado, trechos rasgados, de uma irregularidade fiel...|
Amargos de um fim,
quebrados de mim.