"Alma limpa, amor na transversal...
Planejando o (in)certo"


29 de março de 2012

"Eu abri minha janela e em meio aquele turbilhão encontrei estrelas..."

Moro em um casa singela afastada da muvuca e do ar quente que abafa nossos pensamentos, 
moro com meus encontros, desencontros, acertos, confusões e uma imaginação muito fértil.

Sou de um amor incondicional, pensamentos insanos, loucura solta:
 de cores que não estão não paleta.

Sou de palavras certeiras, amigos reais e vida intensa
intensidade essa que estou tentando amenizar a passos
L A  R    G    O          S.

Gosto de batom colorê, abraços apertados e palavras de carinho, gosto muito de coisa que não estão no gibi, roubo figurino de épocas passadas e vivo momentos tão meus que não consigo definir, e essa falta de definição... 





18 de março de 2012



“Que saudade eu tenho da menina tangerina e da minha Lais lilás querida”

Em momentos impares e nada amigáveis da minha vida surgiram dois pontinhos coloridos, um vibrante tangerina por si só, outro, um pigmento contem 1g que eu amo mas tive que tingir de lilás porque gostava de brincar com sombra escura metalizada estilo mac metal x

Eram pó solto liberdade pura, puro amor, verdade e abraço gostoso -daquele no melhor estilo urso panda!
Ah minhas bonecas, eram como eu, nas prazes e nos desprazes desse mundo! 

Mas no melhor estilo boneca colorida, vibrante, alegre, sombra fosca, opaca ou metalizada em outros olhos foram brilhar mas em meu coração nunca deixaram de cintilar!

Sinto saudades, minha menina tangerina nunca mais vi
Com a Lais lilás as vezes esbarro por ai, mas esses esbarrões atuais são tão sem reflexo do que já foi antes...

A complexidade de cada momento define