"Alma limpa, amor na transversal...
Planejando o (in)certo"


28 de novembro de 2011

M, fiz pra você!



Na limiar dos sentidos eu não viso juízo..
Sou cheia das coisas e cheia delas -repitam com a mamãe!
Isso.


Em uma manhã de novembro eu sambo-balancei, pra lá e pra cá
é,
fui lá...


As coisas não são coisas porque tem que ser, assim como os sentimentos não se sedimentam porque tem que se sedimentar...
A vida é como o mar...
Se ela toma ela não devolve, né?!



Escolha sentir mais, ouvir mais conselho de "gente velha", ver filmes antigos, e correr aos domingos!
A vida é curta, e jangadas se desfazem facilmente!

27 de novembro de 2011

Livrar-me-ar

Vou me livrar de você, por medidas terapêuticas.
Por estupidas desculpas terapêuticas

Vou me salvar de mim...
Por estupidas verdades terapêuticas...

22 de novembro de 2011

Futuro?!

  
Esse é um post pro futuro, um post besta e melosinho...

Minha casa não vai ter talheres de plástico
Meus amigos serão bem vindos
Minha sala terá decoração retrô
Meu quarto também, não podendo deixar de fora o requinte
Meu quarto terá um closet,  um espelho de corpo inteiro, e uma mega banheira
Minha sala de estar terá marcas dos amigos intímos
Minha sala de jantar, será uma mistura de sofisticação e rusticidade
Meu jardim, ah meu jardim... 
Terá lírios brancos, flores colombianas amarelas, um gramado perfeito, e um orquidario...

Minha casa tera escadas, mas não será necessariamente um sobrado, rs

Eu vou ter todos os perfumes delícinha do mundo, e sabonetes cremosos, hidratantes maravilha, batons vermelhos-corais-rosas/matte do mundo...
Blushs pessêgo-corais-rosados
Bem isso eu quero continuar a ter...

Quero ter a inteligência de Steve Jobs
A sabedoria de Buda
A coragem musical do Tio Renato (Renato Russo, rsrsrsrsrsrs)
Eu quero ser mocinha de verdade
Quero ser magra
Quero ser publicitaria
Ainda que não saiba em que campo atuar...

Eu quero coisas...
E quero dar a cara a tapa por elas, porque eu acho que é assim que as coisas funcionam, se formos tímidos, calados, quietos e tolos de mais, isso não vai fluir muito bem, precisamos ousar mais, querer mais, e nos impulsionar a isso, as coisas vem temperada a noz-moscada mas nem todos tem paladar para identificar...
O sabor das coisas são diversificados e entender canela e gengibre não é para qualquer um, ter o jardim que almejo continua não sendo para qualquer um...
Vamos olhar menos para traz, sentir mais aromas, nos deliciar com sabonetes maravilhosos e sentir a vibração que nos rodeia!

19 de novembro de 2011

Não sacode nem balança

Ela é de livros, de contos de fadas, é personagem de conto infantil...Ela é timidazinha mas sabe falar como ninguém quando alguém lhe encanta os olhos...
Ela é de toda uma doçura: Parece ter saído de um pacote de marshmallow...
Ela é iridescente por natureza...
Ela tem cheiro de mel...
Ela guarda bilhetinhos de papel como se fosse o tesouro mais precioso do mundo...
Ela sente o amor maior do mundo por alguém que ela nem conhece...
Ela ama o estranho...
Ela adora teatro, mas quase não frequenta...
Ela ama aromas diferente, amadeirados, fortes...
Ela guarda foto de amigos que não a consideram mais...
Ela não vende felicidade, mas tenta ao máximo o ser...
Ela nunca terminou de ler O mundo de Sofia, mas ama sabedoria...
Ela é de um bucolismo único...

Ela sorri com seus dentes amarelados, sorriso de menina boba, criança-menina, que tem medo dos sonhos do mundo da vida...
Ela corre com seu vestido florido, florido amarelo, porque ela é apaixonada porque flores colombianas amarelas...

Ela tem medo, ela é de verdade, ela é real, ela faz psicanalize, tem insônia, mas gosta de dar a cara tapa tentar o novo e ponto!

11 de novembro de 2011

Vou ser...

Vou ser monstro de alface
ter olhos de tomate
braços de cenoura

Fazer dieta da melancia...

Vou ser menina do chá
capim cidreira
hortelã
noz-moscada

Fazer dieta da abóbora...

Vou ser menina integral
arroz
cereal

Fazer dieta do alho...

Vou ser menina do limão
suco
cházinho
água

Fazer dieta do zíper...

Vou ser menina da água
água gelada
água fria
água morna

Fazer dieta dos cortes...
cortar açúcar
sal
refrigerante
frituras
e
blá blá blá blá blá

Vou ser menina magra não importa a condição!

10 de novembro de 2011

Vou me cortar

Eu quero ser francesa,
quero ser branquela,
quero pesar 45
ter corpo de modelete...

Eu quero ter cinturinha de pilão,
pés 39,
corpinho de violão...

Eu quero ser anemica,
franzina,
delicada,
ter  franjinha...

Eu quero ser bulimico-anorexica
eu quero manequim 38...

Eu quero comer sem culpa
eu quero que me olhem sim
mas não com aqueles olhos...

Eu quero poder continuar a ousar
mas sem medo de pesar a mão...

Eu quero parar de me matar
Eu quero parar de me isolar
Eu  quero parar de me esconder...

Mas eu só sei MORRER!