"Alma limpa, amor na transversal...
Planejando o (in)certo"


7 de setembro de 2011

Toda me embalei...



Olá

Hoje não é sexta nem sequer domingo, o fato é que eu me perdi no embalar dos teus verdes olhos, no elogiar descomedido, nesse teu sorriso sem juizo...

Eu que de mim pouco sei estive ausente, 
ausente de corpo presente daí, cabeça distante, sentimentos perdidos!
Eu que de mim pouco sei de barco viajei e em uma tempestade me afoguei...
Eu que de mim pouco sei  de mãos dadas caminhei, chocolate tomei, abraços ganhei...


Eu que de mim pouco sei estive só, mas não independente...
Eu que de mim pouco sei estradas atravessei, sorrisos delirei, amores encantei...
Eu que de mim pouco sei continuei e nada rimei!

Eu que de mim muito soube,
amores elaborei, 
situações previ,
amigos ganhei,
falas deixei,
laços cortei,
intrigas armei,
taças quebrei!

Eu que de mim aos poucos me descobri, estórias escreverei, musicas cantarei e palavras gerundiarei!

Eu que muito me encantei percebi que o futuro é logo ali,
e que sorrisos
e abraços 
e laços 
são presentes maguinificos!

Eu que muito me arrebentei,
pessoas conquistei, 
corações arrebatei, 
sentimentos disfarçei,

MUITO ME ENGANEI!
Muito ganhei!

Nenhum comentário:

Postar um comentário