"Alma limpa, amor na transversal...
Planejando o (in)certo"


24 de março de 2011

Meu sentimento É UM LIVRO ABERTO!


Ei ei, cante uma canção de amor, transforme lua em flor, dance ao sabor de vento, procure o que fazer, durma até até mais tarde nos finais de semana, corra ao menos 1 vez na semana, seja amável, corajoso e único!

Porque?

Simples, pessoas assim são raras!

E eu gosto de pedras preciosas, imponentes, rústicas!

Gosto de amigos profundos, pessoas que em muito me acrescentam, me divertem, e me façam esquecer grande parte da dor que sinto e um trecho do que sou!

Só quero uma mãozinha pra subir degraus altos, pra encontrar um ritmo pra continuar, saber que rumo tomar?

Mas parece tão difícil entender isso né?
Não sei porque gera tantas caras e bocas, tanto bafá fá fá tititi!

Será que agora eu consegui entender e vocês também?

Perto ou longe, racional ou não, deu pra sacar?

Será que preciso usar uma linguagem mais vulgar?

RSRSRSRSRSRSRSRSRSRS

Já diria o tio Renato: Acho que não sei quem sou, só sei do que não gosto!

Beijos aos amores, aos curiosos, aos meus leitores, todos queridos <3>

22 de março de 2011

É bom parar...


Eis que me ponho aqui novamente a declarar letras e juntá-las...
Letras são letras, palavras não, elas viram se jogam mas sempre estão usando as letras...

O que seriam de palavras sem letras?

Não haveria junção alguma!

Nada de:
medo
dor
raiva
rancor
paciência
princípios
amigos
família
paixão
calor
humidade
e nem mesmo
AMOR

Sim as palavras dependem das letras, e mesmo assim não estabelecem relação de união e tão pouco amor...
As palavras não gostam de serem dependentes ou cúmplices: adoram a unicidade
é elas adoram usar as letrinhas: pequenas delicadas até mesmo as grandes em caixa alta...

O que temos aqui?

Mas um pouco de interesses?

Porcaria! O mundo gira em torno de interesses e não me diga que ingenuidade cabe aqui: Pra mim não da somos todos corruptos -uns com menos tenacidade que os outros, claro- então
o mundo gira, a porta empena a janela não fecha e sim você me usa, eu te uso, talvez não nessa ordem, mas que somos passiveis disso...

Ah sim...

E o companheirismo e amizade?
Hum?

Foram parar num jogo de amarelinha?

Parece. Como sempre eu na sua frente, você na minha frente e outros mais se dedicando nessa corridinha nojenta, que até as letrinhas foram envolvidas...

Cadê aquele lance de amigo é amigo FDP é FDP?

Era só estrategia de corrupção, mas uma jogada unida pelas letrinhas que acabaram por virar palavrinhas maldosas na boca de alguém?

Tsc, não há mais no que acreditar, não há mais o que honrar...

Nada é como era, nada será como foi...

O céu desabou, a terra tremeu a fala acabou

A união emudeceu!

21 de março de 2011

E o que está acontecendo é só isso!


É meninha caiu mais uma vez na entrelinhas?

HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA

Destino enovelado esse não?!

Ah nem adianta, a minha razão será sempre Á MINHA RAZÃO!
Sem justifica, respostas talvez perdões...
Mas sempre será assim...

Porcaria né?

Dualidade da minha parte também: gostar do que já foi, do que é, e do que nunca será!
Tristeza essa que enrola meus dedos, come minhas palavras engasga o meu saber, injuria a minha alma...

Eu tenho tanto, e alguns tão pouco... Ensinamentos falhos...

Razão?

Ah essa não há mesmo, não adianta eu querer que haja, parte de alguém, parte de mim, parte de você.
E essa decisão, indecisão ou precisão já não situa-se mais em mim...

Estou sóbria, ampla e "endireitada" nesse muito e pouco que enobrece a minha alma, que dilata minhas pupilas e que por alguns momentos não me deixa enxergar...
Ainda bem que é por muito pouco...

Eu?

Eu, sempre falo de mim, sempre conto as linhas tortas e ninguém aprende ou os que aprendem não demonstram...

AS MINHAS ESTRATÉGIAS ESTÃO NAS LINHAS TORTAS, NOS FATORES INCONDICIONAIS QUE ME FAZEM SENTIR...

Mas me fala porque eu tô aqui?

Ele se foi,
ela se vai,
ele vem
ele mente
ela desmente
e todos saem desiguais!


Sempre tô aqui, e os elementos inertes também, mas eles nem fazem noção disso,
vá embora, se afaste, assim não dá, assim não serve, porque me vejo/sinto e estou tão rodeada de pessoas dualistas?

SIM dualistas mesmo no sentido mais amplo da fala e do saber...
Não você não me ouve não se importa e tão pouco está comigo...

E a dor, bom...

Tô começando, tô diluindo em agua quente e assim ela vai escorrendo pelo ralo, só mais um buraco vazio...

É isso que meus rastros e sentimentos deixam, meu melhor amigo tá aqui tá na minha frente...
sem se impor quieto calado, mas na minha frente, e assim funciona uma compreensão mútua, um sinonimo que ainda me salva...

E o que está acontecendo é só isso!

Razão melhor não há!


Um dia qualquer: avulsos e sem expectativas!
Confusa e desprevenida...
Nem sempre passarinho eu sou
Nem sempre criança eu vou
Ninguém pra atravessar comigo essa dor
Nada pra justificar essa dor...

Nenhum momento faz sentido...
Enquanto as meninas rodam de vestido
Se perdem no seu próprio encanto
Canto doce
Passos leves
Línguas vorazes
Palavras não precisas
Bolas, criança, diversão COAGULAÇÃO
Pressão!

E lá vai ela, vestido rodando com o vento, sapatilhas macias, dores amenas, figuras perdidas!

18 de março de 2011

Segundo Round não há




Eu sou limitada de mais pra não aceitar as mudanças das pessoas?
Eu sou dependente de mais?
Geniosa?
É

Mas tem uma coisa que tenho percebido: Certos "amigos" meu me tratam de forma estranha com menos afeto, os ditos melhores amigos... Bom deixei eles existirem, mas no fundo sempre foram aqueles: os de infância, os que souberam te compreender -sem cobrar - os que nunca te deixaram só: Seja falando no msn, seja presente, seja te escrevendo uma carta, te dizendo tudo com os olhos

A GANANCIA MALDITA, ISSO ESTRAGA O MUNDO

Me encontro mas uma vezes machucada por pessoas modelos arbitrários dessa sociedade...
Não falo de todos mas...

EU ME MACHUCAR

Isso também não é novidade alguma!
Essa PORRA não é novidade nenhuma quem dera que fosse...

Sim eu to frustrada, e sem terapia e sem amigos com quem contar, de forma explicita e sincera sim, eu sento, vou pro canto e fumo meu cigarro sozinha, tem momentos que agente gosta, mas...
Não dá, eu detesto isso, eu já me sinto mal por uma pancada de coisa, daí me preocupar com pessoas que eu particularmente adoro, mas que nem dão a mínima pra mim?

Ah já foi o tempo!

E aquelas pessoas que quando você tava por cima não largava do seu pé, todo final de semana tava na balada com você - e balada lá faz sentido pra gente com vida sem motivo? -

EU SOU FRACA E ME ADIMITO ASSIM!

Infantil não, peço desculpas quando necessário, aceito as mesmas quando preciso, dou apoio, corro pro abraço e ainda assim ser desdenhada?

Odeio gente falastrona, dramalhona e o que estou sendo agora?
O avesso do que mais odeio!

Porque? Por que é assim a gangorra não sobe e desce?

Quero pessoas presentes que saibam subir e descer, porque esse é o meu pior: GOSTAR DE MAIS, MIMAR, FAZER LOUCURAS, IR ATRÁS, SER AMIGA, CONFIÁVEL E DESCONFIÁVEL NÉ? mas tá chega!

Sem encrenquinhas, picuinhas e infantilidade!
Querem me ajudar? Acho que já sabem o que fazer?

Se não souberem faz assim: cuida de você, zela do seu narizinho, não me irrita com essa porcariada que todo mundo tá cheio e acha o cumulo falar sobre só pra ser o tal!


EU NÃO QUERO SER MERDA NENHUMA

Faço as minhas coisas e se algo mudar não será influência, será coisa minha!

Todos novos deveríamos olhar pra frente e saber dizer não!
Ninguém sabe de nada, eu não sei como é ser você, e você muito menos como é ser EU!

Talvez eu seja só uma garota interrompida...

III ROUND ENCERRADO!