"Alma limpa, amor na transversal...
Planejando o (in)certo"


27 de novembro de 2010

Futuro pro-vi-só-rio?!


Estou tão ausente de mim...
Sim! Sonhos azuis borboletas flutuantes...

Devaneio?
Doçura?
Ahhhhhhhhhhhhh
Maguinífico
Deleite puro!

Pura púrpura anestesia delirante...

Coisas acontecem...
E não percebemos na maioria das vezes que ele vem recheados de bombons e carregados por balões -aqueles amarelos...

Não sei me definir...
Mas isso agora se torna tão bom...
não quero definições e premissas "atropeladas"

Quero apenas aquilo, tão logo outra vez:

Toques,
caricias únicas
aquele sabor diferente do hortelã...

Toda a magia inimaginável
e a vontade de chorar, de sair por ai...
De ultrapassar essa vida que se limitava apenas em mim...

Espero que de tudo certo...
Espero que o falar seja cada vez mais calmo, o abraço cada vez mais forte, o sentir verdadeiro -esse que à muito não ocorre e tão pouco prevalece...

Eu não estou com os pés no chão...
Nunca tinha flutuado assim: acima de mim mesma...
Acima dos ensinamentos e experiências machucadas, atreladas, delimitadas...

Vamos sorrir...
E não nos preocupar com o que pode (ou não) acontecer...

Que tal tentarmos viver?

O simples e voraz, tranquilo e persistente, o sonho e o pesadelo...
Apenas um futuro!

Nenhum comentário:

Postar um comentário