"Alma limpa, amor na transversal...
Planejando o (in)certo"


22 de agosto de 2010

Frágil lamentação


Lamentar-me-ei nos próximos dias, se assim nesse jogo de traição permanecer...

Eu: distante dele
Ele: -o outro- tão próximo de mim
Eu: carente de mim mesma, isenta de discernimento...
Não sei, carência ou paixão? Por qual?

Isso é real!

Esse joguinho é tão delicio-traiçoeiro tão, tão?

Ahhhhh

Sim, uma mescla de tudo que nunca fui e tudo que quis ser...
Tudo que quero experimentar e tenho medo de manusear...
Tudo em minhas mãos...
e de repente um pedaço de papel vai ao chão
Tão sozinha, tão sozinha...
é sempre assim que esse jogo termina!

Nenhum comentário:

Postar um comentário