"Alma limpa, amor na transversal...
Planejando o (in)certo"


8 de junho de 2010

Confusa previsão

Hoje acordei não sei porque madeira em flor...

Ontem...

Ele perguntou: Você se sente culpada?
Eu: Sim!
Ele: Você se pune então?
Eu: Sim, cortes e mais cortes...
Ele: Preciso que você me ajude...
Eu: (Antes que ele terminasse de dizer) Não!
Ele: (Olhando abismado) Como não?
Eu: Já disse que não consigo me ajudar, se eu te ajudar estarei indiretamente me ajudando.
Ele: Mas o seu melhor não é ajudar?
Eu: Não sei me ajudar!
Ele: Sua imaginação é muito fértil!
Eu: Talvez, tão logo provável e possível!
Ele: Você ainda é mocinha, de onde tirou que dizendo suas coisas, fazendo o que não fizeram com você vai conseguir ajudar? Imaginação...
Eu: Calada pensei comigo;Machuco as pessoas que mais amo...
Ele: Espero que você volte aqui
Eu: confusa e desapercebida pensei: é talvez eu volte mesmo, quando quiser ser uma pessoa menos pior...
Ele: Posso te dar uma abraço
Eu: Carente de mim mesma, sim!

Concluso-confusão: Minhas verdades inventadas não são tão reais quanto imaginei?

Nenhum comentário:

Postar um comentário