"Alma limpa, amor na transversal...
Planejando o (in)certo"


7 de março de 2010

Eis que sinto!


"E antes e independente de qualquer coisa: Sermos nós mesmos!"

Minha personalidade não se define...
Em partes é bom...
Em méritos é horrivel, nunca sei qual delas é responsável por determinado trecho de mim...
Mas por hora, essa que me habita agora, essa sabe que em verdarde cortante quer irmãos/amores, desses raros que indefinida expontâneidade traz paz de espirito e felicidade "dormente"...
Bem tão bem: Tocar azul e cantar suave!
Não preciso de "escalafobetismo" amadeirado...

Preciso FATO
Mas assim com o quero de Clarice Lispector, meu preciso se volta contra mim pois por hora não passa de uma verdade inventada...

Pois em demasia avulsa não se precisa, se é!

Um comentário:

  1. como sempre palavras arrazantes que deixam qualquer um de queixo caído né?! Parabéns por essas palavras tão verdadeiras e que eu tenho certeza que saêm do coração! te amo, hoje, amanhã e SEMPRE (L)

    ResponderExcluir