"Alma limpa, amor na transversal...
Planejando o (in)certo"


23 de setembro de 2009

Coisa mais linda!

A festa

"Já falei tantas vezes
Do verde nos teus olhos
Todos os sentimentos me tocam a alma
Alegria ou tristeza
Se espalhando no campo, no canto, no gesto
No sonho, na vida
Mas agora é o balanço
Essa dança nos toma
Esse som nos abraça, meu amor (você tem a mim)

O teu corpo moreno
Vai abrindo caminhos
Acelera meu peito,
Nem acredito no sonho que vejo
E seguimos dançando
Um balanço malandro
E tudo rodando
Parece que o mundo foi feito prá nós
Nesse som que nos toca

Me abraça, me aperta
Me prende em tuas pernas
Me prende, me força, me roda, me encanta
Me enfeita num beijo [...]"

Milton Nascimento

17 de setembro de 2009

Todo carnaval tem seu fim?!


"...Toda rosa é rosa
Porque assim ela é chamada
Toda bossa é nova e você
Não liga se é usada

Todo carnaval tem seu fim
Todo carnaval tem seu fim
E é o fim
É o fim..."

"...Toda folha elege um alguém
Que mora logo ao lado
E pinta o estandarte de azul
E põe suas estrelas no azul
Pra que mudar?

Deixa eu brincar de ser feliz
Deixa eu pintar o meu nariz..."

Marcelo Camelo

10 de setembro de 2009

Euforia a seco



[...]Porque do nada começa a dançar, não dança de leve, dança pesada, dança sem condutor, cor pó si só, gritando alto remexendo em busca de algo, algo terno algo que o leve, que mude, algo louco que o promova[...]

Vem assim do nada começa brando, uma pontinha de euforia, depois vai caminhando devagar até chegar ao ponto de loucura, sim! Loucura, tortura, vontade que ultrapassa o azul, vontade mais do mal que vai tomando conta, queimando mais que café quente, vontade que tende em aparecer de momento em momento, a cada passo novo dado, não precisa dar certo pra ela aparecer, na verdade quanto mais ruim mais ela vem forte e cortante, ela vai te elevando elevando e quando perceber estará alto o suficiente para tem um queda majestosa sim daquelas onde se despedaça a coroa e se faz sangue, sangue puro, vermelho brutal.

Não é interessante ver-se/ter-se em pedaços e pior ainda ter a consciência disso, total consciência confusa e sem nexo que usa e abusa e se faz culpa por saber/prever e não controlar!

7 de setembro de 2009

Deixa assim subentendido...

Pinte seu dia, vista se de laranja, dance amarelo, corra verde, desenhe cor de rosa, sorria prateado, pentei-se mesclado, seja o mesmo mais nunca igual, seja sempre o príncipio desse ideal (?).